• Viva Guarapuava

Novos desafios de uma velha senhora

O período de aniversário é um convite para reflexão.

O mesmo acontece com uma cidade.

Guarapuava é uma senhora com mais de 200 anos, cuja história remonta à disputa de território entre Portugal e Espanha no Século XVII, conforme preconizava o Tratado de Madri.

Da descoberta em 1772 até o início do povoamento, em 1810, com a chegada dos colonizadores que compunham a Real Expedição Colonizadora, Guarapuava nasceu como vilarejo e a partir de 1819 ganhou o foro de Freguesia de Nossa Senhora de Belém, o que lhe conferia o "status" de cidade.

Neste dois séculos e meio, povos de diferentes matizes étnicas aqui vieram se "aprochegando". Uns com sotaques eslavos, outros orientais, misturados às gentes que vieram habitando o Terceiro Planalto Paranaense desde seus primórdios, trazendo os traços dos índios, dos negros.

Guarapuava chega hoje diante de diversos desafios, embalados pelo crescimento exponencial em segmentos específicos, como o da saúde e do ensino superior, confirmando, como tem sido praxe nas últimas décadas, sua liderança no meio rural.

O maior desafio para Guarapuava é a indústria de transformação. Apesar do notável desenvolvimento na prestação de serviços e do avanço tecnológico na produção agrícola, com sucessivos recordes de produção e produtividade, ainda capengamos no aporte industrial com capacidade semelhante à que produz matéria-prima.

O presente projeto, "Guarapuava é a gente que faz", objetiva oferecer canais para o debate e a projeção de novas perspectivas.

O debate está apenas começando.



SIGA NAS REDES SOCIAIS


PORTAL PARANÁ CENTRAL

www.instagram.com/paranacentral

www.facebook.com/paranacentral

www.youtube.com/paranacentral

VIVA GUARAPUAVA

www.instagram.com/vivaguarapuava




 

mapa antigo gp.jpg

Ano de 1819 lembra o ato formal de fundação da Freguesia de Nossa Senhora de Belém 

gp hoje.jpg

SÉRIE
Guarapuava é a gente que faz 

tropeiros.jpg

Documento original assinado em 1818 por Joaquim de Marçal nunca foi encontrado

DEIXE SUA OPINIÃO

Obrigado!