• Viva Guarapuava

Novo livro, editado pela Agrária, relata a história de Entre Rios


Imigrantes suábios implantaram uma serraria no começo da colonização de Entre Rios, com o nome de São Miguel, utilizada na construção das primeiras moradias e das obras da Cooperativa Agrária. História destes agricultores demonstra o afeto pelo trabalho e pelo desenvolvimento


O livro “A História de Entre Rios”, que está sendo lançado nesta quarta-feira 5, às 19 horas, no Centro de Eventos de Entre Rios, narra a trajetória da comunidade. O projeto foi desenvolvido pela Fundação Cultural Suábio-Brasileira e escrita por Maria Dolores Stoetzer Schneiders e Roseli Brandtner Essert.

A obra, que começou a ser desenvolvida em setembro de 2019, está dividida em dois volumes, com um total de 600 páginas. As autoras utilizaram como fonte relatórios e documentos que compõem o acervo do Museu Histórico de Entre Rios.


No livro, é possível conhecer com mais detalhes a vida do povo suábio ainda no Império Alemão, a migração e o período de bonança no sudeste europeu, a fuga durante a II Guerra Mundial, a chegada ao Brasil e o desenvolvimento do Distrito de Entre Rios.


“Eu admiro nossos antepassados, eles foram muito fortes, persistentes, disciplinados. Nossos pioneiros, eles são os personagens principais do livro. Se não fosse por eles, não teríamos nada do que temos aqui, reconhecer isso é o principal. O livro é também uma homenagem a eles”, declara Maria Dolores.

O livro tem versões em alemão e português.

mapa antigo gp.jpg

Ano de 1819 lembra o ato formal de fundação da Freguesia de Nossa Senhora de Belém 

gp hoje.jpg

SÉRIE
Guarapuava é a gente que faz 

tropeiros.jpg

Documento original assinado em 1818 por Joaquim de Marçal nunca foi encontrado

DEIXE SUA OPINIÃO

Obrigado!